Testemunho: Uma incrível história de Amor e Conversão


Conheça a trajetória de Carlos, um jovem ateu que se encontrou com Deus seguindo a conta de uma garota católica no Twitter

Conheça a trajetória de Carlos, um jovem ateu que se encontrou com Deus seguindo a conta de uma garota católica no Twitter

Carlos, 18 anos. Um grupo de adolescentes vivia os fins de semana ao limite. "Meus fins de semana se resumiam a beber, ficar e fazer besteiras. Quando eu voltava para casa, na hora em que meus pais estipulavam, esperava que eles dormissem para pular a janela do quarto e ir à casa de algum amigo, sair pela rua, roubar máquinas de refrigerantes, fumar, beber", conta Carlos González, mais de dois anos depois.
 
Madri (Espanha), 19 de novembro de 2011. Nesse dia, a jovem Covadonga (conhecida como "Cova") e seus amigos não chegaram ao seu destino. Um grave acidente envolvendo dois carros causou a morte de José Luís e Antônio; Cova e Diego, que também estavam no carro, quase perderam a vida também. A jovem, de apenas 16 anos, comoveu o mundo comunicando-se pelo Twitter, enquanto lutava pela vida no hospital La Paz.
 
A conta @aupacova foi um exemplo de fé em comunidade. Pessoas do mundo inteiro rezaram por Cova Sanz e sua família, e sua maneira de entregar-se nas mãos de Jesus estava transformando o coração de muitos, aproximando-os de Deus. Uma criança lhe twittou: "Vamos fazer um trato: você se recupera e eu levarei uma bolacha por dia para você no hospital".
 
E Carlos ficou sabendo do grave caso de Cova: "Na época do acidente, eu estava apaixonado por uma garota que a conhecia, a Cristina. E, para poder ficar sabendo como Cova ia se recuperando, ela me pediu para acompanhar sua conta no Twitter".
 
"De forma automática, sem saber realmente o que eu estava fazendo, cumpri o que ela me pediu para, assim, chamar a atenção de Cristina. Mas depois de algumas semanas seguindo @aupacova, seu exemplo começou a mexer profundamente comigo. Eu já não lia os tuítes para contar a Cristina, e sim porque esperava, ansioso, por notícias médicas para ficar tranquilo. Eu queria que ela melhorasse", relata o próprio Carlos, acrescentando: "Eu achava estar confiando na recuperação de Cova, mas na verdade eu estava confiando no Pai".
 
Peregrinação de São Francisco Xavier (conhecida como "Javierada", na Espanha). Milhares de jovens, provenientes de diversos pontos da Espanha. O movimento Cursilhos da Cristandade chegou à cidade de Navarra com um grupo de jovens de Madri. Carlos estava entre eles, porque "queria conhecer esse lance da religião", segundo ele só por curiosidade. Acabou ficando surpreso diante da alegria dos jovens.
 
Seus amigos Paco e Jorge o incentivaram a se confessar na vigília do sábado. "Então eu me confessei, e minha penitência foi, na adoração, pedir a Deus que me deixasse voltar (porque já era católico). Não sei explicar o que aconteceu, mas o que importa é que lá, ajoelhado, com os olhos fechados e falando com Deus, senti meu coração tão limpo, que fui invadido completamente pelo amor de Deus. Desde então, eu voltei a nascer. Meu coração transbordava de amor", conta.
 
Aquela confissão foi um momento decisivo em sua vida. Agora tudo fazia sentido. Mas, ao mesmo tempo, ele precisava colocar um ponto final naquela etapa rebelde da sua vida, que havia mudado de rumo. "Eu estava vivendo de maneira selvagem e voltei para casa", explica. E está feliz da vida. Não tem dúvidas sobre o que sentiu naquele dia, ainda que, por sua falta de formação, como afirma, ele teve algumas quedas depois.
 
Seu olhar, 18 de agosto de 2012. O que havia acontecido com Cova alimentou algo que estava nascendo em Carlos: a fé. Ele tentou entrar em contato com ela pessoalmente, para agradecer-lhe. "Depois de várias tentativas, consegui". Passaram a tarde em um bar perto da casa de Cova, em Madri.
 
"O que mais me impactou foi o seu olhar, cheio de vida. Quando a conheci, ela ainda estava com o cabelo curtinho, muito magra. Ainda que falasse pouco, dizia o necessário, e o brilho do seu olhar completava. Ela é uma pessoa normal, mas com uma qualidade humana extraordinária. Eu lhe contei coisas muito pessoais e ela em nenhum momento se assustou, nem me julgou; apenas escutava atenta e respondia: ‘Fique tranquilo, isso é passado’."
 
Esse olhar, essa luz, são para ele, desde aquele mês de agosto de 2012… toda uma vida pela frente!
 
Carlos Gonzáles tem hoje 20 anos e faz quase dois que sua vida mudou de rumo. Desde aquela peregrinação de 2012, ele faz parte dos Cursilhos da Cristandade. E agora quis compartilhar a história da sua conversãoconosco.
 
Obrigado, Carlos. Obrigado, Cova.
 
(Artigo publicado originalmente por JovenesCatolicos.es)

FONTE https://pt.aleteia.org/2014/02/21/uma-incrivel-historia-de-amor-e-conversao/

 

VEJA TAMBÉM:
TELEMENSAGENS DE ANIVERSÁRIO COM FUNDO MUSICAL CATÓLICO

ASSUNTOS RELACIONADOS