Provando que Maria é a mulher do Gênesis ao Apocalipse


A exegese atribui a MULHER do Gênesis também a Maria: “Porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua descendência e a dela; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar” (Gn 3,15). Maria é a mulher que pisa na cabeça da serpente. Pela desobediência, Eva nos trouxe a morte, mas Maria, com sua obediência, nos trouxe a Salvação: Jesus.

Maria é alvo freqüente de ataques por nossos irmãos separados. Muitos, até, com ódio de nossa Mãe. Que filho suporta ouvir absurdos de sua mãe? Jesus é filho de Maria. Como fica seu coração com tais atitudes?

A exegese atribui a MULHER do Gênesis também a Maria: “Porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua descendência e a dela; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar” (Gn 3,15). Maria é a mulher que pisa na cabeça da serpente. Pela desobediência, Eva nos trouxe a morte, mas Maria, com sua obediência, nos trouxe a Salvação: Jesus.

Maria, com seu SIM e humildade, ESMAGA a cabeça da serpente, derrota Satanás.  “Maria tornou-se a nova Eva, Mãe dos viventes” (CIC 511). Maria foi concebida sem pecado. Seu corpo não poderia ser manchado com o pecado original, pois iria receber o Salvador, o Verbo que se fez Carne em seu ventre! Seu corpo foi templo do Filho de Deus, Sacrário vivo.

Maria foi escolhida por Deus desde a eternidade! Quem somos nós para menosprezar esta escolha? Desde o Antigo Testamento Maria é anunciada!  “Eis que uma virgem conceberá, e dará à luz um filho, e será o seu nome Emanuel” (Isaías 7, 14).

Maria é Mãe de Deus, pois Jesus é Verdadeiro Homem e Verdadeiro Deus! (CIC 484-507). Maria teve em seu ventre O Homem e Deus! Como separar o corpo do espírito? Maria não deu à luz um monte de ossos, mas um corpo com carne e espírito! Deu à Luz o Filho de Deus: Jesus.

O anjo Gabriel a chama Bem Aventurada, cheia de Graça, diz que Deus está com ela! Deus falou assim a algum profeta ou iluminado? Maria sempre humilde, obediente, modelo de fé. Entregou-se à vontade de Deus! “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra” (Lc 1, 28). O Espírito de Deus estava com ela. O anjo disse a Maria que Isabel estava no 6º mês de gravidez e Maria viajou cerca de 120 km para servi-la. Maria foi serva: serva de Deus, de Isabel, de Jesus, dos discípulos de Jesus. Lembrem-se, Isabel não sabia que Maria estava grávida. Ninguém sabia, nem José! Quando Maria a saúda, Isabel grita: “Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe do meu Senhor?” (Lc 1, 43-44). Maria, cheia do Espírito Santo, saúda-a e Isabel fica cheia do Espírito Santo. Maria foi canal da Graça e Espírito de Deus! Maria repleta do Espírito Santo, diz: “desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações, porque realizou em mim maravilhas” (Lc 1, 46-56). Como desprezar estas palavras? Hoje muitos as esqueceram!

Muitos esquecem que ela carregou e adorou Deus em seu ventre. Qual é a mãe que desde o Ventre não cuida de seu filho? Quando bebê, Maria fez Jesus dormir, esperou que Ele dormisse e, nesta espera, adorava Deus ao lado de sua cama. Maria foi a maior adoradora de Jesus que existiu! Ela O adorou no ventre, na infância, adolescência, quando adulto, no calvário, e quando ressuscitado!

Maria conviveu com Jesus por 33 anos. Os apóstolos e seus discípulos só estiveram com Ele por cerca de três anos! Como ignorar estes 33 anos? Tudo que Jesus sentiu Maria sentiu! Qual a mãe que não sente as dores e as alegrias do filho? “E uma espada transpassará a tua alma” (Lc 2, 35). Alguém pode imaginar a dor de Maria ao ver seu Filho inocente e justo sendo chicoteado, maltratado, morto na cruz? Doeu, mas ela não murmurou, apenas confiou na vontade do Pai, entregando seu sofrimento a Ele.

Em Caná, comovida com a situação dos noivos, intercedeu por eles. Jesus disse que sua hora ainda não chegara, mas Maria vê a necessidade, e diz aos serviçais:  “Fazei tudo o que ele vos disser” (Jo 2, 3?5). Jesus atende o pedido de sua Mãe e antecipa Sua hora. Inaugura-se a intercessão de Nossa Senhora, da Mulher, da cheia de Graça diante de Deus.

Maria é exemplo de silêncio e humildade para todos nós. Ela “Guardava e meditava tudo em seu coração” (Lc 2, 51). Ela, sempre com Jesus, acompanhou tudo de perto, em silêncio. Quando Jesus a vê aos pés da cruz, Ele doa sua mãe à humanidade, entrega Maria como Mãe dos viventes. “Mulher, eis aí teu filho. Filho: “Eis aí tua mãe”. “E desta hora em diante o discípulo a levou para a sua casa” (Jo 19, 26-27). Devemos, como João, levar Maria para casa, para cuidar de nós e levar-nos em direção ao Seu Filho.

Maria é a mulher do Gênesis ao Apocalipse! “Uma Mulher revestida de sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas. Ela deu à luz um Filho, um menino, aquele que deve reger todas as nações pagãs com cetro de ferro” (Ap 12, 1). Quem usa coroa, senão uma rainha? Maria é Rainha do Céu e da Terra!

Satanás tem ódio de Maria, de sua obediência, de sua humildade! “E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra contra os seus descendentes, os que guardam os mandamentos de Deus, e mantêm o testemunho de Jesus” (Ap 12,17). Ele sabe que não tem forças contra Deus ou Maria, por isso nos ataca, nós, os descendentes d’Ela, que seguimos os mandamentos de Deus. Maria passa à nossa frente, nos defendendo, pois  “Vosso adversário, o Diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa devorar” (I Pe 5,8). Somos vencedores com Maria pela Ressurreição de Jesus, pois somos a Igreja de Cristo e “as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mt 16,18).

No começo, Eva foi expulsa com Adão do Paraíso, porque não quiseram ouvir a voz de Deus. Mas o Senhor nos prometeu uma salvação: “Uma mulher vai esmagar a cabeça da serpente”. Deus foi fazendo as coisas em ordem de perfeição.

O pecado aproveitou-se da fragilidade da mulher. E Deus pensou: “Se por uma mulher entrou o pecado no mundo, por uma mulher vai entrar a salvação”.

Nas bodas de Caná, Jesus disse a Maria: “Mulher, ainda não é chegada a minha hora”. Nos pés da cruz também Ele usou a expressão “mulher” – “Mulher, eis aí o teu filho” –  para representar a nova mulher que nos trouxe a salvação. O Verbo se fez Homem e habitou entre nós. Maria deu o Salvador para a humanidade.

Depois que Jesus salvou a humanidade, Deus nos entregou sua última pérola, Maria.

Quem tinha de nos salvar era um Homem, por causa do pecado que entrou por meio dele. Por isso, não há salvação fora de Jesus, pois Ele é a ponte que nos une a Deus. Algumas pessoas não entendem isso, e acham que Nossa Senhora é uma ponte paralela, que coloca Jesus à sombra, mas não é isso! Jesus é a única ponte. Os evangélicos, às vezes, pensam que colocamos Maria no lugar de Jesus. Mas não é verdade!

No Concílio Vaticano II, queriam colocar o título de Nossa Senhora como “redentora”, mas João Paulo II não permitiu, porque sabia que isso poderia causar confusão. Então, deu-se a ela o título de “corredentora”, ou seja, aquela que participa da redenção. Maria ofereceu não somente um simples Filho à humanidade, mas o Filho de Deus.

Eu quero, hoje, relembrar grandes verdades que a Igreja nos ensina: a beleza de Maria e suas virtudes inesgotáveis.

Há um livro maravilhoso de São Luís de Monfort chamado “O segredo da Virgem Maria”. Eu fiz a consagração de São Luís; depois da consagração a Nossa Senhora, minha vida mudou. O Papa João Paulo II disse que foi o melhor livro que já leu na sua vida. Uma das coisas que ele aprendeu, por meio da consagração, é que ela não nos leva a colocar Jesus à sombra; pelo contrário, leva-nos a colocar um holofote sobre Ele. O Catecismo da Igreja Católica sempre está ao meu lado. Não quero, hoje, ensinar-lhes algum princípio meu, mas sim da Igreja.

 

 

Em 431, quando começou uma teoria de que Nossa Senhora não era a Mãe de Deus, o Concílio de Éfeso determinou que Maria é a Theotokos (Mãe de Deus). A oração mais antiga que a Igreja conhece foi encontrada, em Alexandria, no Egito, por volta de 900, em um papiro: “Debaixo da Vossa proteção, nos refugiamos, Santa Mãe de Deus. Não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos de todos os perigos. Ó Virgem, gloriosa e bendita”.

Para nós existe o tempo, mas para Deus não existe passado, presente nem futuro. Para Deus tudo é presente; e nós estamos sujeitos ao tempo d’Ele. Para o Senhor está tudo aqui e agora. Então, em Sua eternidade, num instante que não passa, Ele já havia escolhido Maria como “corredentora”. Mas, mesmo assim, mandou um anjo para lhe anunciar que ela seria a Mãe do Salvador, porque Deus não tirou a liberdade dela. E Maria disse ‘sim’. O ‘sim’ que cada um de nós dá a Deus está representado no ‘sim’ de Maria.

Ninguém jamais sofreu como Nossa Senhora. Quem já viu seu filho ser crucificado? Maria sofreu desde o nascimento até passar tudo o que passou. Ela teve de atravessar o Egito, caminhou uns dez dias de viagem, debaixo do sol, para sair de Nazaré, a fim de livrar Jesus da morte de Herodes.

Ao levar Jesus ao templo, Simeão disse: “Uma espada transpassará a Tua alma”. Eu fico pensando que espada de dor acompanhou toda a vida dela, mas, mesmo assim,  ela permaneceu de pé. Maria saiu do Egito e voltou a Nazaré. Ela acompanhou Jesus até o calvário. Que relacionamento Nossa Senhora tem com Deus se Ela é Mãe de Deus, se Ela é filha de Deus e esposa? Daí, vem toda a beleza do dogma de Nossa Senhora. É por isso que, na Ave-Maria, rezamos: “Santa Maria Mãe de Deus”. É o mesmo que dizer: “A Senhora pode tudo”.

São Bernardo, no século XII, chamava Nossa Senhora de “Onipotência Suplicante” não por natureza, mas por graça, porque o que Ela pede, consegue. Jesus mostrou isso nas bodas de Caná. Não era hora de começar os milagres, mas Ela se fez de advogada e disse aos serventes: “Faça o que Ele mandar!”. O Senhor transformou tudo em vinho de melhor qualidade. O que Jesus quis mostrar com esse fato chocante? “Eu sou Deus e atendo o que Minha Mãe me pede!”.

Maria é a Mãe de Deus e também a nossa Mãe. Se você não agradeceu a Jesus, ainda, por ter lhe dado a Mãe, agradeça-Lhe! Porque Ele, mesmo destroçado na cruz, deu a Mãe d’Ele para nós.

São Luís vai dizer: “Deus reuniu todas as águas e chamou de mar, reuniu todas as graças e chamou de Maria”. Os inteligentes teólogos perguntam: “Por que Deus escolheu aquela menina? Lá, naquela cidade pequena?” Foi pela humildade dela. Eva foi orgulhosa e desobediente; Deus precisava encontrar o oposto dela. Ele encontrou Maria. Santo Irineu diz: “A humildade e a obediência de Maria desataram o orgulho e a desobediência de Eva”.

Santo Agostinho já dizia: “Maria é Virgem antes, durante e depois”. Mas como isso? É um milagre! A Igreja ensina que Maria foi virgem na concepção, durante o nascimento de Jesus e depois dele. Ela é Virgem perpétua. Você já olhou uma vidraça? Se a luz passa pelo vidro, como Deus não poderia entrar em uma mulher sem rasgar as paredes? Ela queria ser virgem. Ela concebeu por ordem do Espírito Santo. O Senhor deu a Ela um esposo, José, a fim de que formassem uma família.

Tudo de Deus é confuso. Como uma rosa, que é plantada no esterco, nasce cheirosa? E como uma vaca, que come capim, pode dar leite? Tudo do Senhor é chocante, porque Ele é Deus. Não queira entendê-Lo.

Maria não teve pecado original. Pelos méritos de Jesus na cruz, ela foi salva pelo Sangue de Cristo. Ela foi salva, antes, como se tivesse sido vacinada. Nós fomos salvos pelo batismo; Maria foi vacinada pelo Sangue de Cristo. A Virgem Maria é imaculada, sem mancha.

Nossa Senhora é medianeira de todas as graças; e a maior delas é Jesus. Se Maria nos trouxe a maior graça, que é Jesus, imagine as outras que Deus vai nos trazer pelas mãos dela!

Levemos Maria para casa, pois o Leão tem medo de Maria! Maria é guerreira! Na Guerra espiritual o inimigo sabe que Maria é vitoriosa com Jesus.

Defendamos nossa Mãe. Quem ao ouvir falar de sua mãe não a defende? Defendemos Maria de duas maneiras: com uma arma muito forte, a oração do Rosário; e fazendo que mais filhos tornem-se devotos de Nossa Senhora. Rezemos mais o terço e consagremos nossas vidas a Nossa Senhora!

Fonte: https://www.veritatis.com.br/maria-a-mulher-do-genesis-ao-apocalipse/

https://cleofas.com.br/maria-a-mulher-do-genesis-ao-apocalipse/

 

Por que Nossa Senhora é Mãe da Igreja?

Deus querendo realizar a redenção do mundo, ‘quando veio à plenitude do tempo, enviou seu Filho, feito da mulher, para que recebêssemos a adoção de f...

Maria teve outros filhos, os supostos irmãos de Jesus?

Os nossos irmãos separados declaram e afirmam que Maria teve sim outros filhos com José.. pegaram um versículo ALEATÓRIO e afirmam que eram filhos autêntic...

5 Fatos que a Ciência não consegue explicar sobre Nossa Senhora de Guadalupe

Conheça alguns fatos que a ciência até hoje não consegue explicar. Nem mesmo a NASA conseguiu desvendar. ...

Há base bíblica para afirmar que Maria é rainha do universo? E a Coroação, também tem base bíblica?

Nossos irmãos protestantes ficam chocados quando ouvem que nós católicos nos referimos à Maria como “Rainha do Universo”. E para tentar justificar a s...

O menino que, guiado pela Virgem, revelou ao Papa o dogma da Assunção

Aos 4 anos foi portador de uma mensagem de Maria Santíssima, na qual se lhe ordenava que a sua missão era ir até ao Papa Pio XII para lhe transmitir o que a ...

Curso Completo de Consagração Total a Nossa Senhora por S. Luís Maria Grignion de Montfort

Este curso faz parte do canal @padrepauloricardo que foi reunindo em um só para facilitar para aqueles que desejam consagrar a Maria ao metodo de S. Luís G...

Por que Maria é considerada Mãe da Igreja?

Maria é a Mãe da Igreja por ser a Mãe de Cristo, Cabeça da Igreja, que é o seu Corpo Místico, Maria é também Mãe da Igreja. “Deus benigníssimo e sa...

Maria é Verdadeira Mãe de Deus? Como assim?

A Escritura nos diz expressamente que Maria é a Mãe de Jesus: “Maria, da qual nasceu Jesus, chamado Cristo” (Mt 1, 16). “Estavam junto à cruz de Jesus,...

Veja como foi a consagração do Brasil a Maria com a participação do Presidente do Brasil

Presidente Jair Bolsonaro participou de Ato de Consagração do Brasil a Jesus Cristo por Meio do Imaculado Coração de Maria....

7 coisas que precisa saber sobre Nossa Senhora de Fátima

A aparição de Nossa Senhora de Fátima, aprovada pela Santa Sé, é a mais conhecida do século XX, particularmente pelo terceiro segredo que Maria revelou ao...

Provas Lógicas e Bíblicas da Intercessão de Maria

O Evangelho de São João coloca duas frases ditas pela Virgem Maria. Segundo esse evangelho, Maria as pronunciou no pequeno povoado galileu de Caná, situado ...

Existe Nossa Senhora Aparecida na Bíblia?

Nossa Senhora Aparecida é um dos muitos títulos dados à Mãe de Jesus. E, por isso, toda vez que encontramos alguma referência à Maria na Bíblia aí está...

O Rosário é Bíblico?

A intenção do texto não é esgotar a teologia em torno do Rosário, mas apenas demonstrar superficialmente que não existe oposição entre esta devoção e ...

Maria foi Concebida sem Pecado? A Bíblia responde

Romanos 3,23 diz com efeito, todos pecaram e todos estão privados da glória de Deus. 1 João 1,8 acrescenta se dizemos que não temos pecado, enganamo-nos a n...

Por que os católicos veneram Maria? A Bíblia responde

O que a Bíblia realmente nos diz a respeito da piedade que os fiéis, desde os primeiros séculos, têm à Mãe de seu Salvador? Será que os católicos têm m...

Quais as provas Lógicas e Bíblicas que Maria é Imaculada?

“Entrando, o anjo disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo” (Lc 1,28). A Imaculada Conceição da Virgem Maria é uma Verdade, que a Igreja disc...

Como provar a Virgindade de Maria antes, durante e depois do Parto?

Desde o início do cristianismo Maria Santíssima é venerada como “Áiepartenon”, isto é, “Sempre Virgem”. A maioria dos cristãos acredita na virgind...