Idade Média realmente foi a realmente das Trevas? Então como explicar essas Invenções da Igreja Católica?


Veja abaixo algumas das milhares de contribuições da Igreja Católica para a Ciência e toda Civilização Moderna.

AS INVENÇÕES DA IGREJA CATÓLICA PARA A CIVILIZAÇÃO MODERNA:


* Padres Oton e Ardoíno inventaram o alfabeto.
* Padre Rogério Bacon inventou o telescópio.
* Padre Zeucchi aperfeiçoou-o, em 1652.
* Padre Humberto, o grande, inventou a bússola. Padre Flávio, de Nápoles, aperfeiçoou-a. Padre Tiago, de Vitry, aplicou-a à navegação.
* Padre Cassiodoro, em 505, inventou o relógio.
* O papa Silvestre II fez o primeiro relógio de rodas.
* O padre Pacífico, de Verona, inventou o relógio de bolso.
* O padre Welogord, em 1316, fez o primeiro relógio astrológico.
* Padre Alexandre Spina, dominicano, no 13º século, inventou o óculos.
* Padre Magnon inventou o microscópio.
* Padre Embriaco descobriu o hidrocronômetro e o sismógrafo.
* Padre Bertoldo Schwartz inventou a pólvora.
* Dom Galeno, bispo de Munster, descobriu as bombas.
* São Boaventura, a teoria da termodinâmica.
* Os padres Lona e Becaria descobriram as leis da eletricidade.
* Padre Secchi, jesuíta, descobriu a análise espectral.
* Padre Procópio Divisch, em 1759, descobriu o pára-raios, e não Franklin, que fez apenas aplicá-lo à protecção das casas.
* O santo padre Beda descobriu as leis das marés.
* Padre Gilbert introduziu os algarismos arábicos.
* Padre Guido d’Arezzo inventou o nome das sete notas musicais.
* Padre José Joaquim Lucas, brasileiro, inventou o melógrafo, ou modo de escrever as notas e sinais que correspondem à escrita musical.
* Padre Alberto, saxonio, imaginou as leis da navegação aérea.
* Padre Bartolomeu de Gusmão, em 1720, fez a aplicação destas leis aos aerostatos, 60 anos antes de Mongolfier.
* O padre Amaro, monge, foi o desenhador da célebre carta marítima, em 1456, que inclinou Colombo às suas explorações.
* O padre Gauthier, em 1753, aproveitando as experiências de Papin, Dickens, Watt, inventou o moderno funcionamento da navegação.
* Padre Nollet inventou as máquinas elétricas e descobriu a eletricidade nas nuvens.
* Padre Raul, vigário de Sfax, é o verdadeiro inventor do submarino moderno.
* Padres jesuítas são os descobridores do gás.
* O padre Duen fundou, em 1715, a primeira fábrica de gás.
* Padre Painton inventou a bicicleta, em 1745.
* Padre Barrant, monge, descobriu o freio das locomotivas.
* Padre cavalieri, jesuíta, inventou a policromia.
* Os padres Ponce e Epée, beneditinos, estabeleceram o método da educação dos surdos.
* O padre J. B. de La Salle foi o primeiro a fundar escolas livres.
* O padre Fegenece foi o primeiro a praticar a gravura nas vidraças.
* O cardeal Mezzofanti foi o maior conhecedor de línguas do século passado.
* O bispo Virgílio, de Salzburg, foi o descobridor da existência dos antípodas.
* O padre Alberto Magno, dominicano, descobriu o zinco e o Arsênico.
* O cardeal Régio Fontana inventou o sistema métrico.
* O padre Lucas de Borgo é o inventor da Álgebra.


Diante desta lista imensa torna-se difícil esconder a luz em baixo da mesa. Foi inegável a contribuição da Igreja na construção e modernização da sociedade. Ainda se poderia aferir interferência de eclesiásticos em sectores como administração, economia, comunicação, engenharia, medicina, etc.

"De acordo com o Dr. Thomas Woods ( historiador estadunidense e autor best-seller do New York Times), os historiadores da ciência – A.C. Crombie, David Lindberg, Edward Grant, Stanley Jaki, Thomas Goldstein, J. L. Heibron e outros – concluíram que a Revolução Científica tem um grande débito com a Igreja.

A contribuição da Igreja com a ciência foi muito além do conhecido, muitos cientistas eram padres.

Alguns dados falam por si :

Pe. Nicholas Steno ( considerado o "o pai da geologia" )

Pe. Athanasios Keicher (o pai da egiptologia)

Pe. Giambattista Riccioli (a primeira pessoa a medira a taxa de aceleração de um corpo em queda livre)

Pe. Robert Boscovich (considerado o pai da teoria atômica moderna)

Os Jesuítas ( a sismologia veio a ser conhecida como a "Ciência Jesuítica"Especializaram-se em Terremotos.

Trinta e cinco crateras da lua foram nomeadas por cientistas e matemáticos Jesuítas.

Monge Franciscano Roger Bacon (foi considerado precursor do método científico moderno, defendendo como método a experiência; Fez importantes descobertas sobre a ótica com estudo sobre refração, aberração esférica e reflexão, além de ter feito invenções mecânicas como a máquina a vapor, navios mecânicos, carruagens; desenvolveu a câmera para observação de eclipses, e deixou cálculos matemáticos em relação à lentes e inventou os óculos)

Bispo Silvestre II, (seis séculos antes de Galileu, sofreu incompreensões e perseguições por causa de suas ideias científicas, e seus perseguidores não foram da Igreja;)

Bispo Robert Grosseteste (1168-1253) (Fundou a Escola Oxford , escreveu tratados de ótica, som, astronomia, geometria e aritmética.)

Pe. Nicolau Steno, (estabeleceu os princípios básicos da geologia moderna e chamado de "pai da estratigrafia", estudo das camadas da terra.)

Pe. Christóforo Scheiner (1573-1650) (Descobriu as manchas solares em Janeiro de 1612, Galileu as descobriu em Março. Fabricou o primeiro telescópio; descreveu a determinação do raio da curvatura da córnea.)

Pe. Francisco de Vitória, (professor que ganhou o título de "pai da lei internacional";)

Pe. Atanasius Kircher, (criador da geologia moderna; foi o primeiro a defender que as doenças eram causadas por microorganismos)

Pe. Rudjer Josef ( precursor da teoria atômica; esboçou algumas idéias da teoria da relatividade)

Pe. Mateo Ricci e companheiros Jesuítas ( influenciou fortemente o desenvolvimento científico na China, quando a China ainda estava "anos luz" do desenvolvimento da Europeu; Escreveu mais de-20 livros de ciência para Chineses,; construiu o quadrante solar na China , relógios, esferas celestes e terrestres; elaborou o primeiro Mapa da China que o Ocidente conheceu; recebeu dos Chineses o título de Doutor Mateus "Li Matheus".

Redigiu o tratado de geometria Euclidiana em Chinês; Provou ao imperador que o calendário Chinês continha erros. Etc..

A lei canônica foi o primeiro sistema legal da Europa, o que deu início ao primeiro corpo docente de leis.

A Igreja ensinou que conflitos, estatutos, casos e doutrina podem ser reconciliadas por análise e síntese.

A Igreja Católica deu mais suporte financeiro e Social ao estudo da astronomia, por mais de seis séculos, do que qualquer outra instituição.

A Igreja Católica é a maior obra caritativa do planeta. Nenhuma instituição no mundo faz mais ou tanto quanto a Igreja pelos que mais precisam.

Foram os monges copistas da Igreja que preservaram a herança literária do mundo antigo, após a queda de Roma diante dos Bárbaros em 476.

Os Monges deram à toda Europa um rede de fábricas, centros de criação de gado, centros de educação.

O monge São Bento é chamado de "O pai da Europa"

Etc,etc,etc.

A Igreja Católica pregou contra e aboliu a prática do infanticídio que era considerada moralmente aceita pelos antigos gregos e romanos. Platão disse por exemplo, que um velho pobre e doente que não pode trabalhar, poderia ser abandonado a morrer; Le Goff afirma que Sêneca escreveu: "Nós afogamos as crianças que nascem doentes e anormais".

• A Igreja Católica promoveu a mulher e sua dignidade quando:

Ensinou que adultério não é só a traição da esposa para com o marido, mas também do marido para com a esposa.

Só pelo Catolicismo foi possível existir as comunidades religiosas de mulheres que se auto-governavam; algo que jamais houve no mundo antigo.

Onde as mulheres eram capazes de manter suas próprias escolas, conventos, colégios, hospitais e orfanatos fora da Igreja?

A Igreja lutou contra a imposição do casamento; numa época em que os pais escolhiam com quem a filha deveria se casar.

Não será por isso e por tantas outras coisas que as mulheres amam mais a Igreja que os homens? Não será por isso também que 70% do rebanho da Igreja é de mulheres? Ninguém as defendeu tanto ao longo da história.

• Muito se fala erroneamente sobre a inquisição, sobre as cruzadas e se quer analisá-las fora do contexto da época, isso é um absurdo histórico; ninguém pode entender um fato fora do seu contexto: moral, social, psicológico, cultural, da época.

• Muitos não sabem que a inquisição era prática social dentro do contexto da época e que a Igreja entrou com o julgamento aos acusados, anos mais tarde, e deu a eles o direito de defesa, por esse motivo salvou milhares da morte.

Antes da Igreja intervir, muitos, para serem condenados, bastava uma simples acusação.

O único caso de pessoa alvo da Inquisição por ter defendido idéias estritamente científicas foi Galileu Galilei, por defender o heliocentrismo. Mesmo nesse caso, sua condenação envolve elementos muito mais complexos do que uma simples controvérsia entre "fé" e "ciência". Galileu não morreu na fogueira. Ele foi colocado em prisão domiciliar, onde pôde receber visitas e continuou tendo acesso a instrumentos científicos. Foi nessa época que ele elaborou conceitos sobre o movimento dos corpos que se tornaram os fundamentos da dinâmica;

O erro está em tentar interpretar um acontecimento fora de seu contexto. E a verdade é que não se estuda de fato a história dentro de seu contexto é mais cômodo acreditar no que diz o revoltado professor da escola.

A Igreja Católica berçou a Civilização Ocidental em todos os seus campos: arte, filosofia, física, matemática, música, arquitetura, direito, economia, moral, ciência, letras, língua, etc.

• A única instituição que resistiu após a queda de Roma diante da invasão dos Bárbaros no ano de 476. A Igreja soube lidar com eles e catequiza-los à longo prazo.

O que é a França se não os Bárbaros convertidos?

Portanto, afirmar que a Igreja impediu ou impede o avanço científico ou qualquer outro avanço, seja cultural, moral, democrático,etc, é no mínimo covardia intelectual."

XXX

Portanto, afirmar que a Igreja impediu ou impede o avanço científico ou qualquer outro avanço, seja cultural, moral, democrático,etc, é no mínimo covardia intelectual."

 

Veja mais:

 

As mais fantásticas invenções da Igreja Católica

A Ciência e a fé podem conviver em harmonia?