Por que o Socialismo/Comunismo quer destruir o Cristianismo por meio da Esquerda?


Karl Marx (Pai do comunismo) entendeu que era impossível implantar essa ideologia (Comunista) onde houvesse o Cristianismo, Era preciso destruir o Cristianismo, e a base seria a família tradicional. Então surgiu um filosofo e líder comunista que elaborou isso de uma forma mais sistemática,

O italiano Antonio Gransci (1891 à 1937). Antonio Gransci viu que havia 3 pilares que precisavam vir a baixo.1°A RELIGIÃO CRISTÃ E JUDAICA; 2°A FILOSOFIA GREGA E O 3°DIREITO ROMANO. Pois a cultura da Europa nasceu da encontro de jerusalém Atenas e Roma, Jerusalém da fé; Atenas Razão Filosófica; Roma pensamento jurídico. Todos os movimentos anticristão querem destruir estas 3 colunas. Seja a NOM (Nova Ordem Mundial), Seja o Socialismo/Comunismo e outros. Está é a guerra cultural.  Antonio Gramsci, foi fundador do partido comunista italiano (PCI), ensinava seus correligionários, camaradas de revolução, a penetrar nas instituições, nos órgãos de governo, nas fontes de produção cultural, nas universidades, nas organizações não governamentais, nos sindicatos, em tudo que é parte, e penetrar também nas igrejas, para esvaziar as igrejas de seu conteúdo espiritual, e transformá-las em verdadeiras bases do comunismo, para servir aos interesses do partido comunista, servir ao marxismo leninismo, converter muitas pessoas ingênuas de dentro das igrejas em agentes do comunismo (sem saberem que estão servindo a estes objetivos).
 
Antonio Gransci também dizia que era preciso trazer a baixo a cultura ocidental, Ela precisava ser implodida de dentro, lentamente, anonimamente, gradualmente, nada pode ser ostensivo, o veneno deve ser administrado todos os dias espontaneamente, achando que é remédio. O Comunismo infiltrou centenas até milhares seminaristas na Igreja Católica nos anos 1960 que com o tempo se tornaram padres e até bispos, Estes são chamados de teólogos da libertação, Que tem como objetivo destruir a fé católica pervertendo a doutrina católica!!!
 
Se você quer saber quem é lobo ou ovelha não leve em consideração o que ele diz de positivo, Considere sempre o trabalho do negativo, Contra o que é que ele está lutando? O que ele está destruindo? Que ele está pondo a baixo? Nós Cristãos (Católicos) TEMOS QUE DEFENDER ESTAS 3 COLUNAS: A FÉ CRISTÃ, O DIREITO ROMANO, FILOSOFIA GREGA.
 
 
 
 
 
 
10 RAZÕES PARA REJEITAR O SOCIALISMO
 

1. Socialismo e comunismo são a mesma ideologia

     O comunismo não é senão uma forma extrema de socialismo. Do ponto de vista ideológico, não há diferença substancial entre os dois. Na verdade, a União Soviética, um país comunista, chamou-se “União das Repúblicas Socialistas Soviéticas” (1922-1991) e igualmente a China comunista, Cuba e Vietnã se definem como nações socialistas.

     2. O socialismo viola a liberdade pessoal

     O socialismo visa eliminar a “injustiça” pela transferência de direitos e responsabilidades dos indivíduos e das famílias ao Estado. No processo, o socialismo realmente cria injustiças. Ele destrói a verdadeira liberdade: a liberdade de decidir todas as questões que estão dentro da nossa própria competência e de seguir o curso mostrado pela nossa razão, nos limites das leis morais, incluindo os ditames da justiça e da caridade.

     3. O socialismo viola a natureza humana

     O socialismo é anti-natural. Ele destrói a iniciativa pessoal — fruto do nosso intelecto e livre arbítrio — e o substitui pelo controle do Estado. Ele tende ao totalitarismo, com a repressão do governo e da polícia, onde é aplicado.

     4. O socialismo viola a propriedade privada

     O socialismo apela à “redistribuição da riqueza”, tirando dos “ricos” para dar aos pobres. Impõe impostos que punem aqueles que foram capazes de tirar o maior partido dos seus talentos produtivos, capacidade de trabalho ou hábitos de poupança. Ele utiliza a tributação para promover o igualitarismo econômico e social, um objetivo que será plenamente alcançado, de acordo com o Manifesto Comunista, com a “abolição da propriedade privada”.

     5. O socialismo se opõe ao casamento tradicional

     O socialismo não vê nenhuma razão moral para se restringirem as relações sexuais ao casamento, isto é, uma união indissolúvel entre um homem e uma mulher. Além disso, como ficou dito, o socialismo mina a propriedade privada, o que Friedrich Engels — fundador do socialismo e do comunismo modernos, juntamente com Karl Marx — considerava como o fundamento do casamento tradicional.

     6. O socialismo se opõe ao direito dos pais na educação

     O socialismo quer que o Estado, e não os pais, controle a educação dos filhos. Quase desde o nascimento, as crianças devem ser entregues a instituições públicas, onde lhes será ensinado o que o Estado quer, independentemente dos pontos de vista dos pais. A teoria da evolução deve ser ensinada [em oposição à doutrina da origem dos seres por criação]. A oração deve ser proibida nas escolas.

     7. O socialismo promove a igualdade radical

     A suposta igualdade absoluta entre os homens é o pressuposto fundamental do socialismo. Por isso, ele vê qualquer desigualdade como injusta em si mesma. Assim, os empregadores privados são retratados como “exploradores”, cujos lucros realmente pertencem a seus empregados. Como conseqüência, rejeitam o sistema assalariado.

     8. O socialismo promove o ateísmo

     A crença em Deus, que ao contrário de nós é infinito, onipotente e onisciente, choca-se de frente com o princípio da igualdade absoluta. O socialismo, por conseguinte, rejeita o mundo espiritual, alegando que só existe a matéria. Deus, a alma, e a vida futura são apenas ilusões, de acordo com o socialismo.

     9. O socialismo promove o relativismo

     Para o socialismo, não existem verdades absolutas nem moral revelada, que estabelecem normas de conduta que se aplicam a todos, em todos os lugares e sempre. Tudo evolui, incluindo o certo e o errado, o bem e o mal. Não há lugar para os Dez Mandamentos, nem na esfera privada, nem na praça pública.

     10. O socialismo zomba da religião

     De acordo com Karl Marx, a religião é o “ópio do povo”. Lênin, o fundador da União Soviética, vai mais longe: “A religião é o ópio do povo. A religião é uma espécie de má aguardente espiritual na qual os escravos do capital afogam a sua imagem humana, a sua procura por uma vida mais ou menos digna do homem.”

     Que Deus proteja os Estados Unidos do socialismo.

     _________

     Gustavo Antonio Solimeo, escritor brasileiro radicado nos EUA, é co-autor do best-seller "As CEBs... das quais muito se fala, Pouco se conhece ...." com Plinio Corrêa de Oliveira e Luiz Sérgio Solimeo.

     Fonte: Stop Socialism in America.

     _________

     ARTIGOS DE INTERESSE RELACIONADOS:

• Variações cromáticas do socialismo e do comunismo

Estratégia das metamorfoses socialistas e a evolução cromática durante a marcha processiva comunista, especialmente na fase do caos factual – André F. Falleiro Garcia – 05 junho 2009

• A anti-igreja comunista, verdadeira seita

As transformações estratégicas que geraram o neocomunismo e a necessidade de conhecer a doutrina marxista – Plinio Corrêa de Oliveira – 03 junho 2009

• Socialismo: cavalo de tróia a serviço do comunismo

Substanciosa e lúcida exposição sobre o socialismo e sua versão religiosa, o socialismo cristão – D. Geraldo de Proença Sigaud – 03 junho 2009

• A gnose petista

Interessante artigo sobre o caráter religioso da seita petista, verdadeiro cerne da burocracia partidária instalada na burocracia do Estado, tornada classe dominante no Brasil contemporâneo – por Nivaldo Cordeiro – 24 junho 2009

• Misteriosas ligações entre socialismo, sionismo, satanismo

– As relações de Karl Marx e de seu guru Moses Hess, pai do sionismo socialista, com o satanismo, analisadas por André F. Falleiro Garcia – 08 março 2009

– "Marx e Satã" – por Ipojuca Pontes;

– "O satanismo na vida e obra de Karl Marx" – por Antonio R. de Almeida;

– "Era Marx satanista?" – por Norma Braga.

  Catecismo Anticomunista

Este catecismo mostra como a religião católica é inimiga mortal do comunismo, e como o católico não pode ser socialista. Expõe as relações entre o igualitarismo, o comunismo e o socialismo – D. Geraldo de Proença Sigaud – 10 abril 2010

• Posso votar no PT?  Uma questão moral

A mesma coerência que leva o PT a não tolerar defensores da vida em seus quadros, deve levar os cristãos a não votar nele – Pe. Luiz Carlos Lodi da Cruz – 14 agosto 2010

 PT: partido ou religião?

A pertença ao partido exige dos filiados uma espécie de obediência religiosa. Pode então um cristão filiar-se e votar no PT? – Pe. Luiz Carlos Lodi da Cruz – 14 agosto 2010

• A estratégia neocomunista de conquista dos aparatos ideológicos da sociedade

Santiago Carrillo apresentou o eurocomunismo em seu conteúdo gramscista que é preciso conhecer – Jorge Baptista Ribeiro – 16 setembro 2009

Fonte https://www.sacralidade.com/mundo2010/0333.comunismo.html