No Dia dos Namorados, surpreenda seu Eterno Amor, e lembre-se que a felicidade está na grandeza da alma do outro


O Dia dos Namorados chegou e parece que paira no ar um clima de coraçõezinhos e frases de amor. É a força do romantismo que invade as nossas conversas, invade o comércio e, principalmente, o ânimo das pessoas. Todos nós, em qualquer estado de vida, ficamos mais sensíveis neste tempo.

Para quem está namorando, é ótimo, pois tudo é propício aos casais! Já quem não namora pode escolher entre reclamar ou sonhar.

Existe, no entanto, uma outra turma: a dos casados. Estes já colheram os bons frutos que o namoro lhes trouxe. E como não há um dia especial para eles, talvez se vejam, neste dia 12 de junho, excluídos da atmosfera de amor.

Contudo, os gestos próprios do namoro como o beijo apaixonado, as mãos dadas, as juras de amor, as palavras doces e os abraços calorosos, também um jantar à luz de velas, os presentes e as surpresas caprichadas não são exclusivos aos namorados. O casal unido pelo matrimônio também pode usar e abusar de tais iniciativas neste dia.

Existe até um dito popular que os motiva: O casamento é um eterno namoro.

Como podem, então, os casados, neste Dia dos Namorados, surpreender sua (seu) eterna (o) namorada (o)?

Aí vão algumas dicas:

– Seja romântico: Que os compromissos e as responsabilidades do cotidiano da vida de casados não faça morrer o romantismo. Não se deixe levar pela avalanche de obrigações que você tem; afinal, seus afazeres servem para manter sua família, não o contrário.

Reserve um tempo para vocês! Fale mansinho ao pé do ouvido, use aquele perfume ou roupa que ela (e) gosta, repita um gesto do namoro, que tanto os marcou.

– Seja criativo: Faça algo pela primeira vez ou de forma diferente. O Espírito Santo é dinâmico e criativo. Peça Seu auxílio e mãos à obra.

– Relembre o começo do namoro: A dúvida, as investidas para a conquista, a espera, os encontros ou desencontros de antes do namoro e até as “gafes” são um ótimo assunto para esse dia. Quando fazemos memória do quanto um se sacrificou e lutou para estar perto do outro, sentimos, de novo e com mais ardor, a importância que temos um para o outro.

– Presenteie: Você conhece seu cônjuge e sabe do que ela (e) gosta e como melhor agradá-la (o). Associe ao presente material um gesto ou algo que diga da entrega da sua pessoa a ela (e).

– Comprometam-se a, de vez em quando, saírem sozinhos (sem os filhos). Todo casal precisa de um tempo a sós. Cultive o hábito de ser romântico mais vezes. Não precisa gastar muito. Sair para tomar um sorvete já ajuda os dois a terem esse momento para falarem de si. Enfim, não queiram perder nada que o amor esponsal lhes oferece.

Se namorar é bom, casar-se é melhor ainda, pois é no matrimônio que realizamos a nossa vocação e encontramos o sentido desse chamado.

 

--Eterna-Namorada

A felicidade dos namorados está na grandeza da alma

Já vai muito longe o tempo em que os pais arranjavam os casamentos para os seus filhos. Se você quer encontrar alguém terá que procurá-lo. Normalmente, é no próprio ciclo de amizades e ambiente de convívio que os namoros começam. Sabemos que o ambiente molda, de certa forma, a pessoa; logo, você deverá procurar alguém naquele ambiente que há os valores que você preza. Se você é cristão, então, procure entre famílias cristãs, ambientes cristãos, grupos de jovens, entre outros, a pessoa que você procura.

O namoro começa com uma amizade, que pode ser um pré-namoro que vai evoluindo. Não mergulhe de cabeça num namoro, só porque você ficou “fisgado” pelo outro. Não vá com muita sede ao pote, porque você pode quebrá-lo. Sinta primeiro, por intermédio de uma pura amizade, quem é a pessoa que está à sua frente. Talvez já nesse primeiro relacionamento amigo você saberá que não é com essa pessoa que você deverá namorar. É o primeiro filtro, cuja grande vantagem é não ter ainda qualquer compromisso com o outro, a não ser de amigos.

Nem sempre será fácil para você começar e terminar um namoro. Especialmente hoje, com a maior abertura dos pais, logo as famílias são também envolvidas, e isso faz o namoro se tornar mais compromissado. Se você não explorar bem o aspecto saudável da amizade, pode ser que o seu namoro venha a terminar rapidamente porque você logo se decepcionou com o outro. Isso poderia ter sido evitado se, antes, vocês tivessem sido bons amigos. Não são poucas as vezes em que o término de um namoro envolve também os pais dos casais, e isso nem sempre é fácil de ser harmonizado.

O namoro é o encontro de duas pessoas, naquilo que elas são e não naquilo que elas possuem. Se você quiser conquistar um rapaz só por causa da sua beleza ou do seu dinheiro, pode ser que amanhã você não se satisfaça mais só com isso. Às vezes uma pessoa simpática, bem humorada, feliz, supera muitos que oferecem mais beleza e perfeição física que ela.

Leia também: 10 dicas para um bom namoro

Um namoro diferente leva à santidade

Namoro, tempo de conhecer e escolher

Dúvidas e insegurança no namoro

Qual é o objetivo do meu namoro?

Infelizmente, a nossa sociedade troca a “cultura da alma” pela “cultura do corpo”. A prova disso é que nunca as cidades estiveram tão repletas de salões de beleza, cosméticos, cirurgias plásticas, etc., como hoje. Investe-se ao máximo naquilo que é a dimensão mais inferior do ser humano – embora importante – o corpo. É claro que todas as moças querem namorar um rapaz bonito, e também o mesmo vale para os jovens, mas nunca se esqueça de que o mais importante é “invisível aos olhos”.

O que é visível desaparecerá um dia, inexoravelmente ficará velho com o passar do tempo. Aquilo que você não vê: o caráter da pessoa, a sua simpatia que se mostra sempre atrás de um sorriso fácil e gratuito, o seu bom coração, a sua tolerância com os erros dos outros, as suas boas atitudes, etc., isso tudo não passará, isso o tempo não poderá destruir. É o que vale.

Se você comprar uma pedra preciosa só por causa do seu brilho, talvez você compre uma “joia” falsa. É preciso que você conheça a sua constituição e o seu peso. O povo diz muito bem que “nem tudo que reluz é ouro”. Se você se frustra no plano físico, poderá ainda se realizar nos planos superiores da vida: o sensível, o racional e o espiritual. Mas, se você se frustrar nos níveis superiores, não haverá compensação no nível físico, porque ele é o inferior, o mais baixo.

Assista também: O que é mais importante no namoro?

A sua felicidade não está na cor da pele, no tipo do seu cabelo e na altura do seu corpo, mas na grandeza da sua alma. Você já reparou quantos belos e belas artistas terminam de maneira trágica a vida? Nem a fama mundial, nem o dinheiro em abundância, nem os “amores” mil, foram suficientes para fazê-los felizes. Faltou cultivar o que é essencial; aquilo que é invisível aos olhos. Tenho visto muitas garotas frustradas porque não têm aquele corpinho de manequim, ou aquele cabelo das moças que fazem as propagandas dos “Shampoos”; mas isto não é o mais importante, porque acaba.

A vida é curta – mesmo que você jovem não perceba – e, por isso, não podemos gasta-la com aquilo que acaba com o tempo. Os homens de todos os tempos sempre quiseram construir obras que vencessem os séculos. Ainda hoje você pode ver as pirâmides de 4000 anos do Egito, o Coliseu romano de 2000 anos, e tantas obras fantásticas. Mas a obra mais linda e mais duradoura é aquela que se constrói na alma, porque esta é imortal. Portanto, ao escolher o namorado, não se prenda nas aparências físicas, mas desça até as profundezas da sua alma. Busque lá os seus valores.

Prof. Felipe Aquino

Qual o melhor presente para o Dia dos Namorados?

Os apelos comerciais e as opções para o melhor presente no Dia dos Namorados não faltam nesses dias

As lojas ficam todas enfeitadas de corações, imagens de casais felizes, embalagens de presentes com desenhos românticos… Enfim, é uma oportunidade econômica que os empresários têm agora e é justo que trabalhem.

Mas se você que namora está pensando “Qual o melhor presente para o Dia dos Namorados?”, saiba que não é nenhum bem de consumo. O que de melhor você pode ofertar é aquilo que vem do seu coração.

Não é verdade que tudo o que é dado de coração tem um valor maior? Se a pessoa que receber seu presente souber o quanto você se esmerou para consegui-lo ou confeccioná-lo, e dos sacrifícios que fez para poder presenteá-lo, irá valorizá-lo muito mais.

E mesmo se esse indivíduo que ganhou tal agrado não reconhecer a atenção que você dispensou no mimo para melhor lhe agradar, pelo menos esse exercício fará bem a você.

A simples disposição em se preocupar com o que o amado gostará de ganhar já é demonstração de amor; portanto, ali está seu coração.

Perceba que é diferente de somente ir à loja e comprar ou separar qualquer coisa, porque é Dia dos Namorados e tenho a “obrigação” de dar alguma coisa. Quando você faz algo de coração, coloca naquilo a sua marca, um motivo para o agraciado lembrar-se com carinho de você sempre que vir o presente.

E se o préstimo ainda vier acompanhado de algo que você tenha detectado que o amado gosta muito, aí passará a ter um valor ainda maior.

Alguns exemplos: “Minha namorada se sente mais amada toda vez que eu sento só com ela, olho nos olhos dela e ouço o que se passa em seu interior”. Então, dê o presente nessa hora, depois de ter dado esse tempo para ela.

“Meu namorado gosta mais de um presente que eu preparo de forma artesanal, com fotos, escritos românticos e detalhes criativos do que uma roupa cara”. Daí, você pode fazer uma embalagem bem criativa por fora, e quem sabe ainda cheia de declarações de amor e coraçõezinhos por dentro.

“Meu amor adora ganhar presentes, literalmente no sentido material”. Então, capriche na compra. Tente descobrir o que ele (a) está precisando ou se interessou ultimamente.

“Minha esposa (sim, Dia dos Namorados também é para os casados! Por que não?) se sente a pessoa mais importante do mundo quando eu lhe ajudo nos serviços da casa ou quando me pede para consertar algo e eu o faço.” Que tal surpreendê-la com um embrulho ao lado da louça lavada ou da janela consertada?

Muito mais que colocar o seu coração em algo, o que os casais de hoje mais precisam aprender é dar o próprio coração um ao outro.

Podemos pensar que isso é fácil, principalmente para quem acabou de se apaixonar. Mas não o é! Entregar o coração a alguém querido se faz por um processo, em tempo de convívio, em situações inusitadas, quando algo desfavorável acontece e você se faz presente na vida do amado.

Diferente do que muitos vão achar num primeiro momento, presentear seu coração não é fazer tudo para agradar quem você ama. Na verdade, seu par deve conquistar esse presente, sem exigências, sem ciúmes e sem impor condições.

Acredite! Seu pretendente merece ganhar seu coração de uma forma que você queira doá-lo livremente, por iniciativa sua, convencido de modo consciente; não só arrastado pelo seu sentimento. Isso se fará com muito diálogo, amizade, cumplicidade e na promoção de um ao outro.

Nesse processo, a castidade é muito importante, pois quem o ama merece que seu coração seja doado junto com tudo o que você é, e não somente com seu corpo. Castidade sempre foi e será prova de amor.

O namoro é esse tempo de o casal se conhecer na alma, para no sacramento formarem um só corpo.

Que o presente de seu namorado (a) seja assim, que tenha a marca da sua identidade, da sua alma, que este brinde ajude a cada vez mais seu amor descobrir o quanto você é sensível, atento a ele (a), que expresse as tantas coisas belas que há em seu interior. Então, com certeza, será inesquecível.

Deus o abençoe! Feliz dia dos “Eternos Namorados”!

Fonte 1: https://formacao.cancaonova.com/relacionamento/casamento/no-dia-dos-namorados-surpreenda-seu-eterno-amor/

 

Por que os jovens estão optando por morar juntos? E por que essa é uma decisão que pode custar a Salvação Eterna?

As estatísticas não deixam margem a dúvidas. Se unir-se em santo matrimônio, ou “casar na Igreja”, sempre foi uma luta secular (milenar) da Igreja, nos ...

Como esperar pelo José ou Maria, que nunca chega? O que fazer?

O tempo vai passando e a cobrança social por estar sem um namorado vai aumentando. Se já passou dos 30 anos, é um “Deus nos acuda!”, pois o relógio biol...

Por que a verdadeira beleza está no interior?

Em um mundo no qual o culto a beleza exterior é uma doença para muitas pessoas. Nós católicos devemos ter no coração esta certeza que a verdadeira beleza ...

5 Dicas para saber se o seu Namoro é da vontade de Deus

Como saber se este namoro é de Deus? Muitas pessoas carregam no coração uma grande dúvida com relação à vida sentimental. Ou seja, como saber se esta ou...

Por que namorar sem sexo? Namorar sem sexo é uma forma segura de proteger o amor?

SIM. Namorar sem sexo é uma forma segura de proteger o amor. Quando o assunto é sexo antes do casamento, a coisa tende a ficar polêmica. Alguns podem pensar...

Como encontrar a pessoa certa? É Deus que escolhe?

Encontrar a pessoa certa para casar-se não é uma missão impossível.Para ser a pessoa certa para o outro se faz necessário estar bem consigo, com o próxim...

Quais os Dez Mandamentos para um Namoro Santo?

Namoro é uma fase muito bonita. É definida como o ato de galantear, cortejar, procurar inspirar amor a alguém. O namoro cristão, tenha a idade que tiver, de...

Qual o caminho para um Namoro que agrade a Deus?

O caminho para um namoro santo exige 4 virtudes: maturidade, renúncia, espera e paciência. É maravilhosa a essência do amor em todas as suas faces, mas essa...

Sexo no namoro é apenas questão de “pecado”? O que a Igreja diz sobre este assunto?

Namorar sem sexo é uma forma segura de proteger o amor. A mídia secular tem batido forte na Igreja Católica como se a questão da castidade fosse algo ultra...

É possível namorar sem desagradar a Deus? Ou seria melhor inventar outra forma de relacionamento?

A Bíblia (que deve ser nosso livro de princípios, nossa regra de fé e prática) não fala nada específico sobre o namoro. Não existe nela o termo ‘namora...

Veja 10 formas de Amar sua namorada sem relações sexuais antes do casamento

Exercite a capacidade de vê-la como uma princesa, como uma filha de Deus, como alguém que, de fato, possui virtudes inimagináveis. Exercite a capacidade de d...